Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/981
Title: Disfunções sexuais : contributos para a construção de um modelo comprensivo baseado na teoria cognitiva
Authors: Nobre, Pedro Jorge da Silva Coelho 
Orientador: Gouveia, José Augusto da Veiga Pinto de
Barlow, David H.
Keywords: Psicologia clínica; Sexologia; Disfunção sexual; Terapêutica do comportamento
Issue Date: 29-May-2003
Abstract: A presente investigação visa estudar o papel das variáveis de natureza cognitiva e emocional na determinação do funcionamento sexual. No estudo participaram 662 sujeitos de 4 grupos distintos: dois grupos clínicos (49 homens e 47 mulheres com disfunção sexual) e dois grupos da comunidade (303 homens e 263 mulheres da população portuguesa). A amostra clínica foi recolhida na Clínica de Sexologia dos Hospitais da Universidade de Coimbra e a amostra comunitária foi retirada da população geral portuguesa. Seis questionários de auto-resposta foram desenvolvidos para avaliar as variáveis cognitivo-emocionais: Questionário de Activação de Esquemas Cognitivos em Contexto Sexual (QAECCS – versões masculina e feminina; Nobre e Pinto-Gouveia, 2002); Questionário de Crenças Sexuais Disfuncionais (QCSD – versões masculina e feminina; Nobre, Pinto-Gouveia, e Gomes; 2003), Questionário de Modos Sexuais (QMS – versões masculina e feminina; Nobre e Pinto-Gouveia, 2002). Os resultados mostraram a inequívoca contribuição das variáveis cognitivas e emocionais na determinação das disfunções sexuais. No que se refere ao papel dos esquemas cognitivos, os estudos demonstraram que, tanto os homens como as mulheres disfuncionais tendem a interpretar as situações de insucesso como um sinal de fracasso e incompetência pessoal. Os homens disfuncionais apresentaram significativamente mais crenças relativas ao mito do “macho latino” e crenças relacionadas com a satisfação sexual da mulher e sua reacção ao insucesso masculino, enquanto as mulheres com disfunção sexual apresentaram mais crenças sexuais conservadoras e crenças relacionadas com o papel da idade e importância da imagem corporal e beleza física no funcionamento sexual. Tanto os homens como as mulheres com disfunção sexual apresentaram significativamente mais pensamentos e emoções negativas no decurso da actividade sexual: pensamentos relacionados com a erecção e a penetração sexual e escassez de pensamentos eróticos nos homens e pensamentos de fracasso e desistência, pensamentos de abuso sexual e escassez de pensamentos eróticos nas mulheres. Estes pensamentos automáticos surgem associados a respostas emocionais de tristeza, desilusão, culpa, irritação e escassez de prazer e satisfação. Estes resultados contribuem para o crescente reconhecimento da importância de variáveis psicológicas na determinação do funcionamento sexual e sugerem um recrudescimento de intervenções cognitivas e emocionais no tratamento das disfunções sexuais.
Description: Tese de doutoramento em Psicologia (Psicologia Clínica) apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/981
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s) 1

2,235
checked on Jun 2, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.