Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/95267
Title: Modos de treino combinado e efeitos em variáveis imunoinflamatórias e cardiometabólicas de pessoas com risco cardiovascular
Authors: Silva, Marco Antônio Rabelo da
Orientador: Martins, Raul Agostinho Simões
Veríssimo, Manuel Teixeira Marques
Keywords: qualidade de vida relacionada com a saúde; síndrome metabólica; risco cardiometabólico; treino concorrente; treino intervalado de alta intensidade; treino resistido; treino aeróbio; idosos
Issue Date: 15-Jun-2021
Place of publication or event: Belém, Brasil
Abstract: O processo de envelhecimento relaciona-se com alterações fisiológicas, incluindo a diminuição da funcionalidade e autonomia, que se repercutem na saúde em geral, na qualidade de vida e no risco cardiovascular (RCV). O objetivo desta tese consistiu em analisar os efeitos de dois protocolos de treino concorrente (TC) – duração de 12 semanas; 3 sessões/semana; 50 minutos/sessão – em variáveis imunoinflamatórias e cardiometabólicas, em pessoas de meia-idade e idosos (67,0 ± 6,7 anos), com RCV elevado. Os participantes (N = 39) foram distribuídos aleatoriamente por 3 grupos: Grupo CT – efetuou treino aeróbio contínuo e treino de força; Grupo HIT – efetuou treino aeróbio intervalado de alta intensidade e treino de força; Grupo CON – não efetuou qualquer treino formal ou estruturado. A qualidade de vida relacionada com a saúde (QVRS) foi avaliada pelo questionário Short Form Health Survey 36 Item (SF-36), verificando-se que o Grupo CT melhorou a saúde geral (P = 0,031) e o Grupo HIT aumentou a função social (P = 0,022), a componente física (P = 0,042) e o score total do SF-36 (P = 0,032). No Grupo COM, não foram registadas quaisquer alterações na QVRS (P > 0,05). No Grupo CT, foram observados aumentos na velocidade máxima do teste de aptidão cardiorespiratória – ACR (P = 0,017), na duração do teste (P = 0,014) e na potência dos membros inferiores (P = 0,002), acompanhados por redução na perceção do esforço pós-teste (P = 0,041). No Grupo HIT, foram observados aumentos na velocidade máxima do teste de ACR (P = 0,016), na duração do teste (P < 0,001), na potência dos membros inferiores (P = 0,05), no VO2pico (P = 0,004) e na FCrepouso (P = 0,030). No Grupo CON, foi observada a redução da perceção do esforço pós-teste (P = 0,034), sem alterações na QVRS ou na aptidão funcional (P > 0,05). A circunferência da cintura diminuiu no Grupo CT (P = 0,019) e no Grupo HIT (P = 0,003). O Grupo HIT reduziu ainda a glicemia em jejum (P = 0,014), o colesterol das lipoproteínas de baixa densidade – C-LDL (P = 0,022), a insulina (P = 0,034) e o modelo de avaliação da homeostase (P = 0,028). No Grupo COM, não foram registadas alterações antropométricas (P > 0,05), mas verificou-se redução no C-LDL (P = 0,031). Os resultados permitem concluir que o treino HIT é globalmente mais eficaz na melhoria da QVRS, da ACR e do perfil metabólico de adultos de meia-idade e idosos com alto RCV.
Aging is a natural process that is related to increase cardiovascular risk (CVR), and natural physiological changes, which impact functionality, quality of life and health. The objective of this thesis was to analyze the effect of two concurrent training protocols (TC) – during 12 weeks; 3 sessions / week; 50 minutes / session - in middle-aged and elderly people (67.0 ± 6.7 years), with high CVR. Participants (N = 39) were randomly assigned to 3 groups: CT group – performed strength training (TF) and continuous aerobic training; HIT group – performed TF and high-intensity interval aerobic training; CON group – that included participants who did not exercise in a structured way. Health-related quality of life (HRQL) was assessed using the Short Form Health Survey 36 Item questionnaire (SF-36), verifying that the CT Group improved overall health (P = 0.031) and the HIT Group increased function social (P = 0.022), the physical component (P = 0.042) and the total SF-36 score (P = 0.032). In the CON Group, there were no changes in HRQL (P > 0.05). In the CT group, increases were noted in the maximum speed of the cardiorespiratory fitness test - CRF (P = 0.017), in the duration of the test (P = 0.014) and in the power of the lower limbs (P = 0.002), accompanied by a reduction in the perception of post-test effort (P = 0.041). In the HIT Group, increases were observed in the maximum speed of the CRF test (P = 0.016), in the test duration (P < 0.001), in the power of the lower limbs (P = 0.050) and in the VO2peak (P = 0.004), accompanied by a reduction in resting heart rate (P = 0.030). In the CON Group, there was a reduction in the perception of post-test effort (P = 0.034), with no changes in HRQL or functional fitness (P > 0.05). Waist circumference decreased in the CT group (P = 0.019) and in the HIT Group (P = 0.003). The HIT group also reduced fasting blood glucose (P = 0.014), low-density lipoprotein cholesterol - LDL-C (P = 0.022), insulin (P = 0.034) and the homeostasis assessment model (P = 0.028). In the CON group there were no anthropometric changes (P > 0.05), but there was a reduction in LDL-C (P = 0.031). Based on the results, HIT training is globally more effective in HRQL, CRF and metabolic profile of middle-aged and elderly adults with high CVR.
Description: Tese de Doutoramento em Ciências do Desporto, Ramo de Atividade Física e Saúde, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/95267
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Doutoramento
UC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_2021_06_22_Marco_Silva.pdf8 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

49
checked on Oct 15, 2021

Download(s)

52
checked on Oct 15, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons