Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/83211
Title: Análise biocultural de indivíduos exumados do Mosteiro de São Vicente de Fora (Lisboa)
Other Titles: Biocultural analysis of the individuals exhumed from the São Vicente de Fora monastery (Lisbon)
Authors: Serafim, Inês Joana Batista 
Orientador: Santos, Ana Luísa da Conceição dos
Keywords: Medieval; Paelopatologias; Trepanação; Trauma; DISH; Medieval; Paleopathologies; Trepanation; Trauma; DISH
Issue Date: 19-Sep-2017
Serial title, monograph or event: Análise biocultural de indivíduos exumados do Mosteiro de São Vicente de Fora (Lisboa)
Place of publication or event: Departamento de Ciências da Vida
Abstract: São Vicente de Fora is a village with a long and plenteous history making it an important component of the Lisbon city. There you can find an unique and important building connected with the first king of Portugal and the battle for the conquest of the city in 1147, the São Vicente de Fora monastery.This dissertation aims to present the results of the analysis of individuals there inhumed, from the XII to XIV centuries. For this study both morphological and metric methodology were used, evaluating biological profile, morphology and present pathologies. From the sample 52,6% were adults, 26,3% young adults, 10,5% adolescents, 5,3% children and 5,3% infants; 73,3% were male, 20% female and one was undetermined. The stature ranged from 154 and 157 for females and 155 to 170 for males. Concerning morphology, 50% of the femurs were platymeric, 33,3% hyperpletymeric and 16,6% eurimeric, all had a weak pilaster, 50% had weak robusticity, 25% medium and 25% were very robust. As for the tibia, 66,6% had euricnemic indexes, 33,4% mesocnemmic, 50% and medium robusticity, 25% weak and 25% strong. In respect to dental pathology 29,75% have ante mortem tooth loss and 12,05% post mortem, 4 individuals have caries, being the total number of caries 5. There are 5 individuals with osteoarthrosis, 4 with Schmorl nodules. There are entheseal changes in the vertebral column, humerus, ulna, iliac crest, femur, patella and calcaneus. There are 3 cases of non-specific infectious disease. 2 individuals have cribra orbitalia and 2 have cribra femoralis, adults and non-adults. Seven individuals have fractures, there’s a possible case of sinusitis, one of DISH and three of congenital pathology. A possible case of African ancestrality. Another of peri mortem lesions. There was also a box full with disconnected bones with pathological lesions. There was a cranium with a trepanation, 3 possible DISH occurrences, one of rickets, one of osteomyelitis, multiple cases of fractures, one of them that brought several mobility constrains.This work made possible the understanding of some of the informations given about São Vicente de Fora in medieval times, hopefully contributing to a better understanding of the local past, while also increasing the scope of works about Lisbon at that time. In the future, expectantly, it will be possible to study more of the material recovered from the church and monastery of São Vicente de Fora.
São Vicente de Fora é uma freguesia com uma longa e repleta história tornando-a um constituinte importante na trama da cidade de Lisboa. Nela encontra-se um edifício marcante e singular que data do qual a origem está relacionada com o primeiro rei de Portugal e com a conquista da cidade em 1147, o mosteiro de São Vicente de Fora.Esta dissertação tem como objetivo a apresentar os resultados da análise de indivíduos inumados nesse local, entre os séculos XII a XIV. Para o seu estudo utilizaram-se métodos métricos e morfológicos, avaliando-se o perfil biológico, a morfologia e a presença de patologias. Da amostra 52,6 % da amostra eram adultos, 26,3% jovens adultos, 10,5% adolescentes, 5,3% na segunda infância e 5,3% na primeira; 73,3% eram de sexo masculino, 20% feminino, um indeterminado. Tinham uma estatura entre os 154 e 157 cm para o sexo feminino e 155 e 170 para o sexo masculino. Quanto à morfologia 50% tinham um índice platimérico, 33,3% hiperplatimérico e 16,6% euriméricos, todos tinham pilastro fraco, 50% tinham fémures pouco robustos, 25% com robustez média, e 25% forte. Para as tíbias 66,6% tinham índices euricnémicos e 33,4% mesocnémicas, 50% tinham robustez média, 25% fraca e 25% forte. Em termos de patologia oral 29,75% com perda ante mortem e 12,05% com post mortem, há 4 indivíduos com cáries, havendo no total cinco casos de cáries .Há 6 indivíduos com osteoartrose, 4 com nódulos de Schmorl. Presença de alterações da entese na coluna vertical, úmero, ulna, crista ilíaca, fémur, patela e calcâneo. Há 3 casos de patologia infeciosa não específica. Dois indivíduos ,adultos e não adultos, com cribra orbitalia e dois com cribra femoralis. Sete indivíduos apresentam fraturas, há um possível caso de sinusite, um de DISH, três de patologias congénitas. Um caso, possível, de ancestralidade africana. Um outro de lesões peri mortem. Havia também uma caixa com ossos avulsos, todos com sinais claros de patologia. Estando presente um crânio com trepanação, três possíveis casos de DISH, um de raquitismo, um de osteomielite, vários de fraturas, uma bastante grave com efeitos significativos para a mobilidade.Com este trabalho foi possível perceber alguma da informação dada sobre São Vicente de Fora na época medieval, esperando-se poder contribuir para uma melhor compreensão do passado do local, alargando também o número de estudo sobre Lisboa na época. Esperando-se no futuro explorar a possibilidade de análise de mais material proveniente da igreja e mosteiro de São Vicente de Fora.
Description: Dissertação de Mestrado em Evolução e Biologia Humanas apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: http://hdl.handle.net/10316/83211
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação de Mestrado Inês Joana Batista Serafim.pdf4.54 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

394
checked on Jan 29, 2020

Download(s) 50

405
checked on Jan 29, 2020

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons