Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/47519
Title: A dependência ao exercício físico e o uso de suplementação nutricional
Authors: Amorim, Joana da Mota 
Orientador: Ribeiro, Carlos Fontes
Keywords: Exercício físico; Dependência ao exercício físico; Suplementação nutricional
Issue Date: 2017
Abstract: O exercício físico demonstrou-se ao longo dos anos como uma forma essencial de manter a saúde física e psicológica. No entanto, o exercício físico pode surgir em contornos menos saudáveis, demonstrando-se em alguns casos como uma adição comportamental. A dependência ao exercício é categorizada em primária e secundária, sendo que a dependência ao exercício primária ocorre quando o foco principal do sujeito é o exercício, ao revés da secundária, em que o comportamento exacerbado surge como um meio para atingir outro objectivo, muitas vezes relacionado com distúrbios alimentares. Face ao aumento do recurso a suplementação nutricional procurada pelos praticantes de exercício, surgem dúvidas relativas à sua eficácia e se a toma dos mesmos está relacionada com a dependência ao exercício. O foco deste estudo prendeu-se na tentativa de verificar se existia relação entre a dependência ao exercício físico e o uso de suplementação nutricional nos utentes de ginásios e health clubs da cidade de Coimbra. Neste estudo participaram 112 sujeitos, com idades entre 18 e 59 anos e que praticavam exercício físico há, pelo menos, três meses. Foram utilizados dois questionários, sendo um sobre suplementação nutricional e descrição da amostra, e a Escada de Dependência ao Exercício-21. Verificou-se que o suplemento a que mais recorreram foi a proteína (57%) e o menos utilizado os estimulantes energéticos (7%). Demonstrou-se também uma relação significativa entre o uso de suplementação e a existência de dependência ao exercício. No entanto, não se verificou que a idade, profissão e habilitações literárias tivessem uma relação significativa com a prevalência da dependência ao exercício e com o recurso a suplementação, sendo só apurada uma diferença significativa entre género no uso de suplementação e na existência de dependência ao exercício, em que o género masculino se mostrou mais propenso a estar em risco de dependência e como utilizador mais frequente de suplementos. Physical exercise has been shown over the years as an essential way of maintaining physical and psychological health. However, physical exercise may arise in less healthy contours, demonstrating in some cases as a behavioral addition. Exercise dependence is categorized into primary and secondary; primary dependence occurs when the major focus of the subject is exercise itself, and secondary dependence is the opposite, in which exacerbated behavior emerges as a way to achieve another goal, often related to eating disorders. In view of the increased use of nutritional supplementation sought by exercise practitioners, doubts about its efficacy arise and whether use of it is related to exercise dependence. The focus of this study was to verify if there was a relationship between the dependence on physical exercise and the use of nutritional supplementation in the users of gymnasiums and health clubs in the city of Coimbra. In this study participated 112 subjects, aged between 18 and 59 years, and practicing physical exercise for at least three months. Two questionnaires were used, one on nutritional supplementation and description of the sample, and the Exercise Dependence Scale-21. It was found that the most favored supplement was protein (57%) and the least one was energy enhancer (7%). There was also a significant relationship between the use of supplementation and the existence of exercise dependence. However, it was not verified that age, profession and literacy had a significant relation with the prevalence of exercise dependence and with the use of supplementation, and only a significant difference was found between gender in the use of supplementation and in the existence of dependence on the exercise, in which the male gender was more likely to be at risk of dependence and as a more frequent user of supplements.
Description: Dissertação de mestrado em Biocinética, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/47519
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Joana Amorim - Dissertação.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

189
checked on May 22, 2019

Download(s) 50

349
checked on May 22, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.