Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/46755
Title: Propriedades psicométricas da versão Torga do Teste Stroop.
Other Titles: Psychometric properties of Torga version of the Stroop Test
Authors: Garcia, Inês 
Pessoa, Inês 
Monteiro, Bárbara 
Daniel, Fernanda 
Lemos, Laura 
Espírito Santo, Helena 
Keywords: Teste Stroop; Controlo Inibitório; Atenção; Flexibilidade cognitiva; Propriedades psicométricas
Issue Date: Sep-2016
Publisher: Departamento de Investigação & Desenvolvimento
Citation: Garcia, I., Pessoa, I., Monteiro, B., Daniel, F., Lemos, L., & Espirito Santo, H. (2016). Propriedades psicométricas da versão Torga do Teste Stroop. Revista Portuguesa de Investigação Comportamental e Social, 2(2), 55-64. doi:10.7342/ismt.rpics.2016.2.2.41
Series/Report no.: Revista Portuguesa de Investigação Comportamental e Social;
Volume: 2(2)
Abstract: Objetivos: Uma nova versão portuguesa do teste Stroop é fundamental para a avaliação neuropsicológica. A versão portuguesa prévia incluía cores que muitas pessoas não conseguiam distinguir. Assim, é objetivo descrever as propriedades psicométricas de uma nova versão, designada versão Torga do Teste Stroop, numa amostra da população portuguesa. Métodos: Inserida no projeto Estudos Normativos de Instrumentos Neuropsicológicos, esta investigação conta com uma amostra global constituída por 544 participantes (241 homens e 303 mulheres) com idades compreendidas entre os 18 e os 97 anos. A avaliação foi realizada com recurso à versão Torga do Teste Stroop, à Figura Complexa de Rey-Osterrieth e à Bateria de Avaliação Frontal enquanto instrumentos de avaliação das funções executivas. Resultados: A versão Torga do Teste Stroop revelou uma consistência interna muito boa (α de Cronbach = 0,99). Revelou também adequada estabilidade temporal e validade convergente. Conclusão: A versão Torga do Teste Stroop aparenta ser um instrumento apropriado à avaliação neuropsicológica de adultos portugueses. Considerando a importância deste teste no contexto da avaliação neuropsicológica, incentivam-se estudos com novas amostras, incluindo amostras clínicas.
Goals: A new Portuguese version of the Stroop Test is essential for the neuropsychological assessment. The previous Portuguese version included colors that many people could not distinguish. Thus, it is aimed to describe the psychometric properties of a new version, called the Torga version of the Stroop Test in a sample of the Portuguese population. Methods: Being part of the Estudos Normativos de Instrumentos Neuropsicológicos/ Normative Studies of Neuropsychological Instruments, this research has a global sample of 544 subjects (241 men and 303 women) aged from 18 to 97 years. The assessment included the Torga version of the Stroop Test, the Rey-Osterrieth Complex Figure and the Frontal Battey Assessment, used as measures of executive functions. Results: The Torga version of the Stroop Test showed a very good internal consistency (Cronbach's α = 0.99). It also revealed an adequate temporal stability and convergent validity. Conclusion: The Torga version of the Stroop Test appears to be an adequate instrument for the neuropsychological assessment of Portuguese adults. Considering the importance of this test in the context of neuropsychological assessment, more studies with new samples, including clinical samples are encouraged.
URI: http://hdl.handle.net/10316/46755
DOI: 10.7342/ismt.rpics.2016.2.2.41
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CINEICC - Artigos em Revistas Nacionais

Files in This Item:
File Description SizeFormat
RPICS_vol2_2_2016_5_STROOP.pdf408.01 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

WEB OF SCIENCETM
Citations

1
checked on May 29, 2020

Page view(s) 50

379
checked on Jun 1, 2020

Download(s)

162
checked on Jun 1, 2020

Google ScholarTM

Check

Altmetric

Altmetric


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons