Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43495
Title: Refluxo vesicouretérico : perspectivas futuras
Authors: Freitas, Sara Cristina Mendonça 
Orientador: Moreira, Pedro
Dinis, Henrique
Keywords: Refluxo vésico-ureteral; Urologia
Issue Date: Sep-2012
Keywords: Refluxo vésico-ureteral; Urologia
Issue Date: Sep-2012
Abstract: O Refluxo Vesicouretérico (RVU) corresponde ao fluxo retrógrado de urina da bexiga para o trato urinário superior por disfunção primária ou secundária da junção vesico uretérica (que em circunstâncias normais apresenta um mecanismo de anti refluxo funcional) e é a anomalia do foro urológico mais prevalente na criança. O presente artigo de revisão foi feito com base numa pesquisa bibliográfica acerca de várias aspetos relacionados com esta anomalia, de modo a obter uma visão ampla da epidemiologia, etiologia, fisiopatologia, exames de diagnóstico e das várias opções terapêuticas existentes. Os exames imagiológicos mais utilizados para o diagnóstico e seguimento desta condição são a ecografia de contraste, a cistouretrografia miccional seriada e os exames de medicina nuclear. Foi possível inferir que a cistouretrografia miccional seriada é, segundo alguns autores, o exame de eleição para a caracterização do grau de gravidade do refluxo vesicouretérico, mas outros estudos concluíram que a cistografia radionucleotídica apresenta uma sensibilidade mais elevada do que a técnica anterior, havendo assim falta de consenso nesse aspeto. Foi ainda constatado que o cintigrama renal com DMSA, é o exame de eleição para avaliação de possíveis danos renais secundários a pielonefrite. Atualmente existe um leque variado de opções terapêuticas para tratamento do RVU. A este respeito, a profilaxia antibiótica é alvo de contrassenso, havendo alguns estudos que demonstram falta de eficácia e de compliance da mesma e outros estudos que demonstram resultados contrários. O tratamento cirúrgico está associado a elevadas taxas de sucesso e mais recentemente, com a evolução do tratamento endoscópico, este tem vindo a apresentar taxas de sucesso equiparáveis às anteriores. Para além das opções terapêuticas e dos exames imagiológicos atualmente conhecidos, é constatável a sua constante evolução, sendo por isso fundamental um conhecimento amplo e atual de novas técnicas que vão surgindo.
Vesicoureteral Reflux (VUR) is an abnormal flow of urine from the bladder into the upper urinary tract due to primary or secondary dysfunction of the vesicoureteral junction (that in normal circumstances has an anti reflux mechanism) and this is the most common urological abnormality in children. To elaborate this review article it was done research of the current scientific literature about several aspects of this abnormality, to achieve wide information about epidemiology, aetiology, pathophysiology, imaging exams and several options of treatment available. Imaging exams more frequently used to diagnose and follow up this condition are: voiding urosonography with contrast, voiding cystourethrography and nuclear medicine exams. According to some authors the gold standard exam to evaluate the severity of vesicoureteric reflux, yet other studies have concluded that radionuclide voiding cystography presents higher sensibility than voiding cystourethrography and so there is lack of consensus in this matter. It was also concluded that DMSA scanning is the gold standard exam to evaluate possible kidney damages secondary to pyelonephritis. Currently there are many treatment options for VUR. In this matter antibiotic prophylaxis is an option that has lack of consensus: there are some studies that demonstrated lack of effectiveness and compliance and others that have demonstrated opposite results. Surgical treatment presents high success rates and more recently, with the development of endoscopic treatment, this has been presenting success rates comparable to the open surgery success rates. Besides this treatment options and the imaging techniques currently available, it is notable its constant evolution, so it is extremely important a wide knowledge of all the new emerging techniques
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina área científica de Urologia, apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/43495
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Trabalho final - Sara Freitas.pdf6.66 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

302
checked on Aug 14, 2019

Download(s) 20

531
checked on Aug 14, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.