Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43177
Title: Estudo do impacto das férias escolares na aptidão física e na saúde de jovens judocas
Authors: Mendes, Cristiana Alexandra Costa 
Orientador: Massart, Alain Guy Marie
Keywords: Judocas; Saúde
Issue Date: 2016
Abstract: As componentes com maior enfâse na performance são a aptidão física e a nutrição do atleta. A escassa literatura sobre alimentação e a reversibilidade do treino em crianças e jovens atletas após uma interrupção dos treinos abre caminho para novas investigações. A deterioração da performance e da saúde, após uma interrupção dos treinos, começa a ser evidente após, aproximadamente 4 semanas. O presente estudo teve como principal foco a avaliar a evolução da aptidão física e saúde em crianças judocas após a interrupção dos treinos para as férias escolares de verão. Metodologia: Crianças judocas (n=17), 13 do sexo masculino e 4 do sexo feminino, foram avaliadas ao nível da aptidão física, composição corporal e alimentação em três momentos peculiares do rendimento desportivo, antes, durante e depois das férias escolares. Relativamente à morfologia dos jovens judocas, as medidas utilizadas foram as antropométricas simples: estatura, altura sentado, massa corporal, três perímetros, e quatro pregas de gordura subcutânea, retiradas por um observador experiente. A performance dos jovens judocas, foi avaliada em dois momentos peculiares, antes e depois da interrupção das férias escolares (férias escolares), através de um teste aeróbio e anaeróbio, vai-vem (pacer) e 10x5 metros (velocidade e agilidade), respetivamente, a sua recuperação cardíaca foi também avaliada após o esforço; testes de força, através do salto em comprimento e dinamometria de preensão manual; Para além, dos testes de aptidão aeróbia e medições antropométricas, a saúde dos jovens atletas foi também avaliada através de um teste de frequência alimentar e um questionário de avaliação da atividade física. Os questionários foram estudados em dois momentos diferentes, antes e durante as férias escolares, a preencher pelos pais com a colaboração dos sujeitos. Resultados: Após o período das férias escolares, verificaram-se alterações na aptidão física e na saúde dos jovens judocas. Constataram-se aumentos significativos para a composição corporal: MC (2,97%), IMC (2,44%) e circunferências, com correlação estatisticamente significativa e positiva para a evolução do peso e soma das pregas subcutâneas de gordura (13,46%); a deterioração da aptidão física verificou-se significativamente através do teste aeróbio (vai-vem), com uma diminuição de 36,66 % do número de percursos completados; o vo2máx que passou de 46,62 ml/kg/min para 39,31 ml/kg/min; e a diminuição da capacidade de recuperação cardíaca também verificada pelo numero de batimentos por minuto (bpm); O teste de força 10 vezes 5 metros e o teste de salto em comprimento apresentaram uma diminuição significativa 5,96% e 2,77% vi respectivamente; o teste de dinamometria de preenssão manual apresentou valores superiores após o período das férias escolares (21,34%); houve ainda um aumento significativo do consumo calórico diário (363,8 kcal) e diminuição da quantidade e carga da atividade física diária, dos jovens atletas. Conclusões: Com base nos resultados alcançados, podemos confirmar que a interrupção das férias escolares tem um impacto significativo na aptidão e na saúde dos jovens atletas. Aceita-se a hipótese I, na qual, o período de férias de verão contribuiu significativamente para a deterioração da composição corporal e da aptidão física dos jovens judocas. A Hipótese II é verificada parcialmente, no que diz respeito ao aumento significativo do consumo calórico diário e à atividade física que diminuiu significativamente. Todavia estes parâmetros não obtiveram correlações significativas com as alterações antropométricas e de aptidão física, não se verificando esta parte da hipótese. Palavras-chave: Judocas, aptidão física, saúde, férias escolares, jovens. The components with biggest emphasis in performance are physical ability and nutrition of the athlete. The lack of literature concerning nourishment and the reversibility when it comes to children and young people after a break in the training plan leads to new investigations. The deterioration of both performance and health, due to interruptions of the training plan, starts to be visible in approximately four weeks. The present study had as its main focus on the evaluation of physical ability and health characteristics of children practicing judo and the interruption of this practice in school breaks. Methodology: children practicing judo (n=17), 13 male and 4 female, evaluated in terms of physical abilities, body constitution and food plan in three particular moments of sports activity: before, during and after school breaks. Regarding young judokas' morphology, the following measures were considered: stature, height when seat, body mass, three perimeters and four subcutaneous fat fold, removed by an experient observer. Their performance was evaluated in two particular moments: before and after school breaks, through an aerobic and anaerobic test, pacer and 10x5 meters (speed and agility). The cardiac recovery was also evaluated after the exercises: strength tests, through long jump and prehension manual dynamometry. Besides aerobic ability tests and anthropometric measurements, young athletes' health was also evaluated by a food frequency test and a physical activity survey. Surveys were analyzed in two distinct moments: before and after school breaks, filled by the parents in collaboration with the subjects. Results: after school break, changes were verified when it comes to physical ability and health in young judokas. Significant increases were noticed regarding body constitution: MC (2,97%), IMC (2,44%) and circles, with positive and statistically significant correlation to weight evolution and subcutaneous fat fold sum (13,46%). Deterioration of physical ability was meaningly verified through aerobic test, with 36,66% less completed routes; vo2max went from 46,62 ml/kg/min to 39,31 ml/kg/min. Reduction of cardiac recovery capability was also verified through bpm. The Long jump test and as well as the test 10 x 5 meters showed a decrease of 2,77 % and 5,96%, respectively. Manual dynamometry pressure test presented higher values after school break term (21,34%). Besides this, daily calory consumption grew significantly (363,8 kcal) as quantity and physical activity load decreased. Conclusions: based on the achieved results, it is possible to confirm that school breaks have a significant impact in physical ability and health condition of young athletes. viii Hypothesis 1 is accepted, in which holiday period is confirmed as a major contributor to body mass and physical ability deterioration. Hypothesis 2 is partially verified, when it comes to the meaningly increase of daily calorie consumption and decrease of physical activity. Nevertheless, these parameters didn't obtained significant correlations with anthropometric and physical activity changes, avoiding the verification of this part of the hypothesis.
Description: Dissertação de mestrado em Biocinética, apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/43177
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Cristiana Alexandra Costa Mendes 2016.pdf711.08 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

227
checked on Sep 17, 2019

Download(s) 50

162
checked on Sep 17, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.