Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/36984
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGonçalves, Adelino-
dc.contributor.authorTeixeira, Diana Margarida da Costa Leite-
dc.date.accessioned2017-03-08T11:21:39Z-
dc.date.available2017-03-08T11:21:39Z-
dc.date.issued2016-09-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/36984-
dc.description.abstractAs hortas urbanas comunitárias e pedagógicas são uma manifestação sociocultural de preservação de tradições de cultivo e, uma prática agrícola que contribui para o desenvolvimento sustentável. Porém, estes espaços agrícolas podem ser mais do que uma mera componente sustentável e contribuir para a (re) qualificação urbana, qualificando a cidade. A presente dissertação analisa as caraterísticas das hortas urbanas de forma a entender como o arquiteto pode dar o seu contributo na (re) qualificação da cidade com espaços hortícolas, de forma a dar um sentido urbano a lugares intersticiais ou expectantes da cidade. Assumindo que a arquitetura e o urbanismo têm um papel determinante na organização da cidade e que as hortas urbanas são práticas sustentáveis, pretendo demonstrar que deve existir mais investimento a nível do próprio desenho urbano, planificação e melhor integração das hortas dando lugar a espaços de caráter urbano, embora com caraterísticas que ainda são comummente associadas ao ambiente rural. A arquitetura como disciplina de síntese deve fomentar a ideia de deixar de existir uma barreira entre o rural e urbano, pois, apesar das hortas, no seu sentido lato, não emergirem de um caráter urbano, não deixam de ser cidade.por
dc.description.abstractThe urban gardens, considered as a community and educational practice also reveal a cultural manifestation of preserving farming traditions and contribution of sustainability for the city. However, these agricultural areas may be more than merely a sustainable component and, therefore, become an integral part of the city. This dissertation analyzes the characteristics of urban gardens in order to understand how the architect can express their contribution in the (re) City qualification with these vegetables spaces, to give an urban sense of interstitial or expectant city places. Assuming that architecture and urbanism have a key role in organizing the city and the urban gardens are sustainable practices intend to demonstrate that there must be more investment within the own urban design, planning and better integration of gardens giving way to urban character spaces although with features that are still commonly associated with the rural environment. The architecture as a discipline of synthesis should promote the idea of ceasing to exist a barrier between the rural and urban, because despite the gardens, in its broadest sense, not emerge from an urban character, do not cease to be a city.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectPlaneamento urbano, Portugalpor
dc.subjectArquitectura sustentável, Portugalpor
dc.subjectAgricultura, zonas urbanaspor
dc.subjectCidade, Portugalpor
dc.titleHortas urbanas : o contributo da arquitetura para a integração das hortas urbanas na (re)qualificação da cidadepor
dc.typemasterThesispor
thesis.degree.nameDissertação de Mestrado em Arquitectura, apresentada ao Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.por
item.fulltextCom Texto completo-
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
Appears in Collections:FCTUC Arquitectura - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese Diana Teixeira.pdf23.26 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 20

777
checked on Jul 9, 2020

Download(s) 5

3,885
checked on Jul 9, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.