Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/35624
Title: O impacto da parentalidade e dos processos cognitivo-motivacionais na tomada de decisão vocacional e ajustamento psicossocial em adolescentes do 3º ciclo
Authors: Silva, Ana Rita Fernandes 
Orientador: Paixão, Maria Paula Barbas de Albuquerque
Cordeiro, Pedro Miguel Gomes
Keywords: Parentalidade percebida; Necessidades psicológicas básicas; Autoeficácia; Regulação da decisão vocacional; Ajustamento psicossocial
Issue Date: 2016
Serial title, monograph or event: O impacto da parentalidade e dos processos cognitivo-motivacionais na tomada de decisão vocacional e ajustamento psicossocial em adolescentes do 3º ciclo
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: As exigências colocadas pelo sistema de ensino português em torno do processo de tomada de decisão em períodos desenvolvimentais precoces tornam necessário dotar os alunos de estratégias e capacidades que lhes permitam tomar decisões vocacionais conscientes e coerentes com os seus interesses e valores. A escolha de um percurso vocacional, nomeadamente, de uma área de estudos no 10º ano de escolaridade envolve diversos processos cognitivo-motivacionais que podem facultar ou dificultar este processo. Contudo, a investigação empírica pouco tem revelado sobre estes processos e sobre o modo como os mesmos podem facilitar, ou por outro lado, dificultar esta escolha. De salientar também, que a pouca investigação realizada neste sentido tem-se focado em períodos desenvolvimentais mais tardios, nomeadamente na transição do ensino secundário para o ensino superior (e.g. Cordeiro, Paixão, Lens, Lacante & Luyckx,2016). Assim sendo, no presente estudo pretendeu-se analisar o impacto das variáveis contextuais (parentalidade percebida) e cognitivo-motivacionais (autoeficácia e necessidades psicológicas básicas) na regulação da decisão vocacional (regulação autónoma e controlada) e no ajustamento psicossocial (bem-estar/mal-estar) em adolescentes com idades compreendidas entre os 12 e os 16 anos, a frequentar os 8º e 9º anos de escolaridade. De uma forma geral, os resultados mostraram que há uma relação direta entre o suporte parental e a vitalidade subjetiva bem como entre a frustração parental e a regulação controlada da decisão vocacional, a ansiedade e a depressão. No entanto, a autoeficácia medeia completamente os efeitos do suporte parental nas variáveis referidas e a perceção de frustração das necessidades psicológicas básicas aparece como um potente preditor da sintomatologia clinica acima referida.
The demands put by the Portuguese teaching system on the process of decision-making, during precocious development periods, force the endowment of adolescents with strategies and capacities that would allow them to make conscious and coherent vocational decision within their interests and values. Vocational decision regarding the area of studies in 10th grade consists of several cognitive and motivational steps that either ease or complicate this process. Nevertheless, the empirical investigation has not revealed much about these steps and if these can affect decision-making, either by making it easier or more complicated. It should be also mentioned that the small amount of investigation carried out in this area has been focusing in late development periods, namely, the transition from secondary education to higher education. (e.g. Codeiro, Paixão, Lens, Lacante and Luyckx, 2016). With that said, the present study intends to analyse the impact of the contextual variables (conscious parenthood) and of the cognitive and motivational variables (auto-efficiency and basic psychological needs) on the regulation of vocational decision (autonomous and controlled regulation) and on the psychosocial adjustment (well-being / ill-being) of adolescent students from 8th and 9th grades between the age of 12 and 16. Generally speaking, the results have shown that there is a straight relation between parental support and subjective vitality, as well as between parental frustration and controlled regulation of the vocational decision, anxiety and depression. However, the auto-efficiency that mediates both the effects of parental support, in the abovementioned variables, and the perception of frustration of the basic psychological needs appears as a powerful predictor of the clinical symptomatology mentioned above.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia da Educação, Desenvolvimento e Aconselhamento, apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/35624
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE MIP - Ana Rita Silva - 2016.pdf1.37 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

278
checked on May 27, 2020

Download(s) 50

339
checked on May 27, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.