Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/35279
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorQuinta-Ferreira, Mário-
dc.date.accessioned2017-01-08T16:58:52Z-
dc.date.available2017-01-08T16:58:52Z-
dc.date.issued1992-
dc.identifier.citationQuinta-Ferreira, M.. 1992. "Aplicação da geologia de engenharia ao estudo de barragens de enrocamento", GAIA, 5: 44 - 44.por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/35279-
dc.description.abstractOs aspectos abordados neste trabalho encontram se desenvolvidos ao longo de sete capítulos, de acordo com o que seguidamente referimos. No capítulo 1 fazemos uma breve referência aos diversos tipos de barragens, após o que analisamos o conceito de enrocamento. Abordamos a evolução da construção de barragens de enrocamento, dando relevo à realidade portuguesa que é comparada com a tendência a nível mundial. No capítulo 2 apresentamos os métodos de estudo e as técnicas de ensaio. Descrevemos a sequência dos trabalhos mais frequentemente realizados para o estudo da barragem, com particular incidência para os aterros de enrocamento. A caracterização geológica, geotécnica, física e mecânica dos materiais rochosos que constituem os enrocamentos é referida. Abordamos principalmente as rochas graníticas, sendo também analisadas as rochas carbonatadas. A geologia de engenharia dos locais estudados é descrita no capítulo 3. O desenvolvimento dado ao estudo não é o mesmo para todos os locais, variando com as suas características particulares e com os objectivos específicos que pretendemos atingir. De um modo geral damos ênfase aos aspectos geológicos, aos trabalhos de prospecção, às condições geotécnicas, à pedreira e locais de empréstimo e às principais características das barragens. No capítulo 4 apresentamos o estudo dos materiais rochosos. A caracterização é abordada principalmente em função do tipo litológico. Procuramos estudar a mineralogia, a composição química, o estado de alteração, a resistência e a durabilidade, de modo a entender os aspectos relevantes e explicar os fenómenos envolvidos. Quisemos ainda aprofundar as relações existentes entre as propriedades dos materiais e as características mecânicas dos enrocamentos. A barragem de enrocamento de Paradela, construída nos finais da década de 50, é ainda hoje a mais alta do seu tipo no nosso país. Os problemas verificados durante a vida da obra, em consequência dos elevados assentamentos, motivaram nos a realizar o estudo dos materiais do enrocamento e a simular o comportamento da barragem, utilizando os resultados obtidos nos ensaios de laboratório realizados com câmaras de grande diâmetro. Estes aspectos são apresentados no capítulo 5. No capítulo 6 abordamos os aspectos ligados à realização dos aterros experimentais, com referência às barragens da Apartadura e do Lagoacho. Para além da caracterização dos materiais, abordamos as técnicas e condições de ensaio utilizadas e a contribuição dos resultados obtidos para a elaboração das especificações de construção. No capítulo 7 resumimos as principais conclusões do trabalho e efectuamos algumas considerações de carácter final.por
dc.language.isoporpor
dc.publisherMuseu Nacional de História Natural. Universidade de Lisboa.por
dc.rightsopenAccesspor
dc.titleAplicação da geologia de engenharia ao estudo de barragens de enrocamentopor
dc.typearticlepor
degois.publication.firstPage44por
degois.publication.lastPage44por
degois.publication.locationLisboapor
degois.publication.titleGAIApor
dc.peerreviewedyespor
degois.publication.volume5por
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
item.languageiso639-1pt-
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Terra - Artigos em Revistas Nacionais
Files in This Item:
File Description SizeFormat
1992 Rev GAIA.pdf121.63 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 20

558
checked on Aug 13, 2019

Download(s)

135
checked on Aug 13, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.