Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/33419
Title: Pensamentos automáticos negativos no pós-parto: da avaliação à sua relação com a adaptação ao papel parental
Authors: Rodrigues, Sofia da Piedade 
Orientador: Canavarro, Maria Cristina
Fonseca, Ana Dias da
Keywords: Confiança materna; Escala de Pensamentos Automáticos Negativos Pós-Parto; Pensamentos automáticos negativos; Propriedades psicométricas; Representações de vinculação; Sintomatologia depressiva
Issue Date: 2016
Serial title, monograph or event: Pensamentos automáticos negativos no pós-parto: da avaliação à sua relação com a adaptação ao papel parental
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Objetivo: No presente trabalho procurámos conhecer melhor a componente cognitiva da sintomatologia depressiva no período pós-parto (i.e., os pensamentos automáticos negativos), através da adaptação e validação para a população portuguesa de um questionário para a sua avaliação (o Postnatal Negative Thoughts Questionnaire) e da compreenção do papel dos pensamentos automáticos negativos na relação entre representações de vinculação e confiança materna. Método: Foi realizado um estudo transversal, com uma amostra constituída por 387 mulheres no período pós-natal (até aos 12 meses do pós-parto) que responderam a um protocolo de avaliação através de uma online survey. Resultados: Os resultados do estudo de validação do Postnatal Negative Thoughts Questionnaire envidenciaram as boas propriedades psicométricas deste instrumento. Além disso, verificou-se a existência de uma relação entre as representações de vinculação e os pensamentos automáticos negativos e sintomatologia depressiva e, destes últimos com a confiança materna. Para além disso, observou-se um efeito indireto das representações de vinculação inseguras na dimensão Avaliação da Experiência de Parentalidade através da sintomatologia depressiva e dos pensamentos automáticos negativos pós-parto. Conclusões: O estudo da validação do Postnatal Negative Thoughts Questionnaire torna evidente a legitimidade da sua utilização quer no contexto clínico, quer no contexto de investigação, pelas suas qualidades psicométricas. Por outro lado, o estudo da compreensão do papel dos pensamentos automáticos negativos na relação entre representações de vinculação e confiança materna evidencia a importância da componente cognitiva na adaptação ao papel parental.
Objective: In the present study we sought to better understand the cognitive component of depressive symptoms in the postpartum period (i.e., negative automatic thoughts), through the adaptation and validation for the Portuguese population of a questionnaire for its evaluation (the Postnatal Negative Thoughts Questionnaire), and through the comprehension of the role of negative automatic thoughts on the relationship between attachment representations and maternal confidence. Methods: A cross-sectional study was conducted with a sample of 387 women in the postnatal period (up to 12 months postpartum) who responded to an assessment protocol through an online survey. Results: Results of the validation study of the Postnatal Negative Thoughts Questionnaire showed the good psychometric properties of this instrument. Moreover, a relationship between attachment representations, negative automatic thoughts and depressive symptoms was found, and between automatic thoughts and maternal confidence. Furthermore, we observed an indirect effect of insecure attachment representations in the the dimension Appraisal of the Parenting Experience, and this effect occurred both through the depressive symptomatology and negative automatic thoughts. Conclusions: The Postnatal Negative Thoughts Questionnaire validation study makes clear the legitimacy of its use both in the clinical setting and in research, given their good psychometric properties. On the other hand, the examination of the role of negative automatic thoughts on the relationship between attachment representations and maternal confidence highlights the importance of the cognitive component in women’s adaptation to the parental role.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (Intervenções Cognitivo-Comportamentais nas Perturbações Psicológicas e Saúde), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/33419
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE MIP - Sofia Rodrigues - 2016.pdf913.24 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

485
checked on Dec 11, 2019

Download(s) 50

169
checked on Dec 11, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.