Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/33414
Title: O papel mediador da insatisfação corporal e da vergonha corporal na relação entre o mindfulness disposicional e a adaptação psicológica de crianças e adolescentes com excesso de peso ou obesidade
Authors: Fernandes, Daniela Filipa Ventura 
Orientador: Moreira, Helena
Canavarro, Maria Cristina
Keywords: Obesidade; Criança; Adolescente; Mindfulness disposicional; Insatisfação corporal; Vergonha corporal; Qualidade de vida; Problemas internalizantes; Problemas externalizantes
Issue Date: 2016
Serial title, monograph or event: O papel mediador da insatisfação corporal e da vergonha corporal na relação entre o mindfulness disposicional e a adaptação psicológica de crianças e adolescentes com excesso de peso ou obesidade
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Objetivos: O presente estudo procurou explorar as diferenças de género no mindfulness disposicional, insatisfação corporal, vergonha corporal e na adaptação psicológica [qualidade de vida (QdV), problemas internalizantes e externalizantes] de crianças e adolescentes com excesso de peso ou obesidade. Para além disso, pretendeu explorar o potencial papel mediador da insatisfação corporal e vergonha corporal na relação entre o mindfulness e a adaptação psicológica dessas crianças/adolescentes, bem como verificar se o modelo de mediação era moderado pelo género da criança/adolescente. Métodos: A amostra incluiu 105 crianças e adolescentes (61.9% raparigas), com idades compreendidas entre os 7 e os 18 anos, com excesso de peso ou obesidade, seguidas em consulta de nutrição. Todos os participantes completaram instrumentos de autorresposta que incluíram a Medida de Mindfulness para Crianças e Adolescentes, a Escala de Silhuetas de Collins, a subescala de vergonha corporal da Escala de Experiência de Vergonha, o Questionário de Capacidades e Dificuldades e o Módulo Genérico do DISABKIDS-37. Resultados: Não foram encontradas diferenças significativas entre rapazes e raparigas em nenhuma variável do estudo. No que respeita às análises de mediação, a vergonha corporal, ao contrário da insatisfação corporal, revelou mediar a associação entre o mindfulness e a QdV mental e social, e os problemas internalizantes destas crianças e adolescentes. As análises de mediação moderada demonstraram que o género das crianças/adolescentes não foi um moderador significativo em nenhum dos modelos testados. Conclusões: O mindfulness tem impacto na adaptação psicológica e na vergonha corporal destas crianças e adolescentes. A vergonha corporal parece ser um importante mecanismo que explica a associação entre o mindfulness e a adaptação psicológica, ao nível da QdV mental e social e dos problemas internalizantes. Torna-se, então, relevante que as intervenções psicológicas se foquem no desenvolvimento das capacidades de mindfulness e na diminuição da vergonha corporal.
Objectives: The present study examines the gender differences in the dispositional mindfulness, body dissatisfaction, body shame, and in the psychological adjustment [quality of life (QoL), externalizing and internalizing problems] of children and adolescents with overweight or obesity. Furthermore, we explored the potential mediator role of body dissatisfaction and body shame in the relationship between the mindfulness and the psychological adjustment of these children/adolescents, as well as the moderator role of children/adolescents’ gender in the mediation model. Methods: The sample comprised 105 children and adolescents (61.9% girls), aged between 7 and 18 years, with overweight or obesity, followed in nutrition consultations. All the participants completed self-report instruments including the Mindfulness Measure for Children and Adolescents, the Collins Body Image Scale, the body shame subscale of the Experience of Shame Scale, the Strengths and Difficulties Questionnaire and the Generic DISABKIDS-37 Module. Results: No significant differences were found between boys and girls in any study variables. In the mediation analyses, body shame, contrary to body dissatisfaction, was a significant mediator of the association between mindfulness and the mental and social QoL, and the internalizing problems of these children and adolescents. The moderated mediation analyses showed that children/adolescents’ gender was not a significant moderator in any of the tested models. Conclusions: The mindfulness has impact in the psychological adjustment and in the body shame of these children and adolescents. The body shame seems to be an important mechanism which explains the association between the mindfulness and the psychological adjustment, concerning the mental and social QoL and the internalizing problems. Psychological interventions should focus on the development of mindfulness skills and in the decrease of the body shame.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (Intervenções Cognitivo-Comportamentais nas Perturbações Psicológicas e Saúde), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/33414
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE MIP - Daniela Fernandes - 2016.pdf737.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

700
checked on Dec 11, 2019

Download(s) 50

408
checked on Dec 11, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.