Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31585
Title: A intenção de antecipar a parentalidade:o efeito do fornecimento de informação sobre (in)fertilidade e o papel mediador da teoria do comportamento planeado
Authors: Lopes, Rita Cardoso 
Orientador: Canavarro, Maria Cristina
Ramos, Mariana Moura
Keywords: Parentalidade; Infertilidade
Issue Date: 2015
Serial title, monograph or event: A intenção de antecipar a parentalidade:o efeito do fornecimento de informação sobre (in)fertilidade e o papel mediador da teoria do comportamento planeado
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O adiamento da parentalidade assume-se como uma tendência crescente. Alguns estudos evidenciam que o fornecimento de informações sobre (in)fertilidade pode aumentar o conhecimento sobre esta temática e alterar as intenções reprodutivas, porém estas conclusões são contestadas noutros estudos. As intenções reprodutivas, especificamente a intenção de ter, ou não, filhos e a intenção de ter filhos depois dos 30 anos, têm sido estudadas, com sucesso, a partir da Teoria do Comportamento Planeado. Contudo, é necessário esclarecer o contributo explicativo desta teoria para a intenção de antecipar a parentalidade. Objetivos: O presente estudo pretendeu avaliar o efeito do fornecimento de informação sobre (in)fertilidade no conhecimento dos jovens adultos e adultos portugueses e na sua intenção de antecipar a parentalidade, bem como estudar os preditores da intenção de antecipar a parentalidade a partir da Teoria do Comportamento Planeado. Método: A amostra foi constituída por 244 participantes, com idades entre os 18 e os 40 anos. Este estudo teve um desenho quasi-experimental e longitudinal, tendo os dados sido recolhidos a partir de um questionário online que incluiu a avaliação da situação reprodutiva dos participantes, o seu conhecimento sobre (in)fertilidade e as suas intenções reprodutivas. Os participantes foram distribuídos de forma aleatória em três grupos: dois de intervenção que foram expostos a informação sobre (in)fertilidade através de um vídeo (n = 103) ou de um post informativo (n = 90) e um grupo de controlo que não recebeu qualquer tipo de informação (n = 51). A avaliação dos participantes ocorreu em três momentos distintos (antes da intervenção, uma semana após e um mês depois). Resultados: Os dados obtidos revelam que o fornecimento de informações sobre (in)fertilidade conduziu a um aumento do conhecimento dos participantes sobre este tema, contudo não influenciou diretamente a intenção de antecipar a parentalidadee na maioria dos participantes. As análises confirmatórias revelam um bom ajustamento do modelo explicativo testado, que demonstra que a intenção de antecipar a parentalidade é influenciada indiretamente por variáveis ecológicas através das atitudes, normas subjetivas e controlo comportamental percebido. Contrariamente ao sugerido pela literatura, não se observaram efeitos indiretos das variáveis idade, habilitações literárias e nível socioeconómico. Conclusões: Os resultados alcançados evidenciam que as intenções reprodutivas são multideterminadas e resultantes de uma complexa conjugação de variáveis. A compreensão destes processos poderá melhorar a eficácia das estratégias de intervenção e, portanto, proporcionar um melhor acompanhamento por parte dos profissionais de saúde.
The delay of childbearing is assumed as a growing tendency. In some studies there is evidence that information provided about (in)fertility could increase knowledge about this issue and could change reproductive intentions, however other studies denied these findings. Reproductive intentions, specifically the intention to have or not to have children, and the intention to have children after the age of 30, have been successfully studied according to Theory of Planned Behaviour. Nevertheless, it is necessary to clarify the contribution of this theory in explaining the intention of anticipating childbearing. Objectives: This study aims to evaluate the effect of information provided about (in)fertility on the knowledge of portuguese young adults and adults and their intention to anticipate childbearing and also to study the predictors of intention in anticipating childbearing according to the Theory of Planned Behaviour. Method: The sample was composed by 244 participants, aging 18 to 40 years old. This study was a quasi-experimental and longitudinal design and the data was collected based on online questionnaires which evaluate the reproductive status of the participants, their knowledge of fertility and their reproductive intentions. Participants were distributed randomly into three groups: two intervention groups were exposed to information about (in)fertility by a video (n = 103) or by an informative post (n = 90) and a control group, which wasn’t provided with any type of (in)fertility information (n = 51). The participants’ evaluation was presented in three distinct moments (before the intervention, one week later and one month later). Results: The information provided about (in)fertility resulted in an increase of knowledge on this theme, however it didn’t influence directly the intention to anticipate childbearing of most participants. Confirmatory analyzes demonstrated a good adjustment of the explicative model tested, which revealed that the intention to anticipate childbearing is indirectly influenced by backgound variables such as attitudes, subjective norms and perceived behavioral control. Inspite of what is suggested in literature, indirect effects of age, educational and socioeconomic level in the intention to anticipate childbearing were not observed. Conclusions: The evidence found show that reproductive intentions have multiple determinations and are the result of a complex combination of variables. Understanding these processes will improve the effectiveness of interventional strategies and, therefore, resulting in a better health professional monitoring of the patients
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia (Intervenções Cognitivo-Comportamentais nas Perturbações Psicológicas e Saúde), apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/31585
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Rita Cardoso Lopes.pdf670.53 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

466
checked on Dec 4, 2019

Download(s)

87
checked on Dec 4, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.