Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/31209
Title: Pollinator preference in a hybrid zone between two generalist plant species
Authors: Oliveira, José Cerca de 
Orientador: Loureiro, João
Torices, Rubén
Keywords: Anacyclus; Asteraceae; Capítulo ligulado; Capítulo sem lígulas; Comportamento dos polinizadores; Contexto gerado pelos fenótipos vizinhos
Issue Date: 2014
Citation: OLIVEIRA, José Cerca de - Pollinator preference in a hybrid zone between two generalist plant species. Coimbra : [s.n.], 2014. Dissertação de mestrado em Ecologia.
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: The evolutionary mechanism behind flowers and its pollinators is generally understood to be a gradual co-adaptive process where the plant specializes to its most efficient pollinator, which exerts selective pressures on specific traits, driving floral evolution. Still, most flowering plants in nature are visited by a wide array of pollinator species, i.e. are generalist plants. However, the role of pollinators as significant drivers of floral evolution in generalist plants has been questioned due to the potential conflicting selection regimes exerted by different pollinators. Taking this into account, using a combination of observation and manipulative experiments, we assessed pollinator preference in a natural contact zone where the generalist rayed species Anacyclus clavatus and the rayless A. valentinus co-exist and hybridize, forming intermediate phenotypes. These contact areas show a remarkably high phenotypic variation, with the intermediate phenotype bridging both phenotypes and forming an exceptional micro-evolutive framework to explore how generalist pollinators could be driving the evolution of floral phenotypes. We found that the production of rays influenced the probability of being visited by specific insect groups, in particular by Dipteran groups; whereas bees showed no preference for rayed phenotypes and their visitation patterns were mainly driven by the number of capitula simultaneously blooming in the plant. In addition, we found support for the importance of the neighbours’ phenotype when assessing pollinator preference on a focal individual. Rayed plants benefited from having other conspicuous neighbours, whereas rayless and intermediate phenotypes significantly competed for pollinators. In conclusion, all these differential behavioural patterns of floral visitors might affect gene flow within the hybrid zone between A. clavatus and A. valentinus influencing the degree of reproductive isolation and floral evolution between both species.
Os mecanismos evolutivos que atuam nas flores e respetivos polinizadores são normalmente descritos como processos de co-adaptação gradual onde a planta se especializa no seu polinizador mais eficiente, que por sua vez, exerce pressões evolutivas em características específicas e dessa forma guia a evolução da flor. Ainda assim, a maior parte das plantas com flor são polinizadas por um leque diversificado de espécies de polinizadores, denominando-se assim plantas generalistas. No entanto, em plantas generalistas o papel dos polinizadores na evolução floral tem sido questionado devido a potenciais conflitos na selecção exercida pelas diferentes espécies de polinizadores que visitam a flor. Tendo isto em conta, abordagens observacionais e manipulativas foram utilizadas para avaliar as preferências dos polinizadores numa zona de contacto onde as espécies generalistas Anacyclus clavatus (com lígulas) e a espécie A. valentinus (sem lígulas) coexistem e hibridizam, formando fenótipos intermédios. Estas áreas possuem uma variação fenotípica notável, com o fenótipo intermédio a representar o cruzamento entre as duas espécies, garantindo um cenário microevolutivo excecional para estudar de que forma os polinizadores conduzem a evolução fenotípica em espécies generalistas. Os resultados obtidos revelaram que a produção de lígulas influenciou a probabilidade das plantas serem visitadas por grupos específicos de insetos, em particular por dípteros; por sua vez, as abelhas não revelaram preferências por um fenótipo em particular, preferindo maioritariamente plantas com um elevado número de capítulos em flor. Além disto, os nossos resultados evidenciaram também que a composição fenotípica da vizinhança poderá desempenhar um papel importante na atração de uma planta focal específica; em particular, plantas liguladas beneficiaram em ter outros vizinhos com lígulas, enquanto que os fenótipos sem lígulas e intermédios competiram significativamente por polinizadores. Os diferentes padrões de comportamento diferentes por parte dos visitantes florais observados neste estudo podem afetar o fluxo genético na zona híbrida entre A. clavatus e A. valentinus, influenciando o grau de isolamento reprodutivo e evolução floral entre as duas espécies.
Description: Dissertação de mestrado em Ecologia, apresentada ao Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/31209
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s)

80
checked on Jan 23, 2020

Download(s)

63
checked on Jan 23, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.