Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/28961
Title: Autoavaliação e melhoria contínua numa escola secundária
Authors: Santos, Magda Sofia Alves dos 
Orientador: Ferreira, António Gomes
Santos, Margarida Isabel Mano Tavares Simões Lopes dos
Keywords: Autoavaliação da escola; Melhoria contínua
Issue Date: 5-May-2015
Serial title, monograph or event: Autoavaliação e melhoria contínua numa escola secundária
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A presente investigação, ao centrar-se na problemática da autoavaliação, teve como objetivo central perceber qual o contributo do processo para a melhoria contínua de uma escola secundária do distrito de Santarém. Enveredou-se, assim, por um estudo de caso, e optou-se por um paradigma qualitativo no sentido de interpretar uma realidade que pode ser potenciadora de reflexão. O dispositivo empírico montado usou como recurso quatro elementos da equipa de autoavaliação e três elementos exteriores à mesma e em relação aos quais foram feitas entrevistas individualizadas. Recorreu-se, ainda, à análise de documentos estruturantes da escola como forma de triangular e completar os dados obtidos através das entrevistas. Apesar de os resultados não poderem ser generalizáveis, permitiram, contudo, concluir que o desenvolvimento do processo de autoavaliação, ao longo de três ciclos avaliativos pelo modelo CAF (Common Assessment Framework), conduziu a melhorias muito significativas na escola em estudo. Na área organizacional, as melhorias são bem evidentes: na articulação dos documentos orientadores; na ligação da escola com a comunidade envolvente, facilitada pelas melhorias da comunicação interna e externa; no envolvimento dos professores na escola, sustentado no trabalho colaborativo e na articulação entre as diversas estruturas educativas; e no envolvimento da Associação de Pais. Contudo, a autoavaliação, apesar de sistemática, ainda apresenta fragilidades na sua sustentabilidade, uma vez que a comparação de resultados com outras escolas não evoluiu para uma aprendizagem baseada na partilha de boas práticas. Por outro lado, também a formação em autoavaliação não extravasou a equipa de autoavaliação de modo a “engager” mais eficazmente a comunidade escolar no processo. Por último, é de referir que a capacidade de reflexão sobre os resultados e a capacidade de inovação nas práticas autoavaliativas não foram suficientes para se ultrapassarem constrangimentos a nível da gestão curricular de forma a dar-se maior consistência às aprendizagens e, consequentemente, aos resultados escolares dos alunos.
The study presented here, which focused on the problematic of self-assessment, aimed to understand the contribution of this process towards the continuous enhancement of a secondary school in the region of Santarém. The approach used case-study methodologies within a qualitative paradigm, so that results could be interpreted and thus promote reflection. Four members of the self-assessment team and three outside elements were assigned as subjects in the empiric apparatus used. All underwent individual interviews. The organisational documents from the school were also analised in order to validate and complement the data provided by the interviews. Though the results cannot be generalised, the data nevertheless allowed us to conclude that the development of the self-assessment process, throughout three evaluation cycles under the CAF (Common Assessment Framework) model, led to highly significant improvements in the subject school. These improvements were evident when looking at the following organisational area topics: the articulation of the leading documents; the links between the school and the surrounding community, which were facilitated by the internal and external communication improvements; the commitment of the school teachers, when regarding collaborative work and the articulation of the several educational structures; and in the participation of the Parents' Association. However, though systematic, self-assessment procedures are still somehow weak regarding sustainability, since comparisons with results from other schools did not lead to learning methods anchored on good-practice sharing procedures. Also, self-assessment training only targetted the self-assessment team itself, without providing a more efficient engagement of the school community in the process. Finally, skills concerning reflection over school results and innovation on self-assessment measures were not enough to overcome curricular management constraints, in such way that both students' learning and consequently their results, would become more consistent.
Description: Dissertação de mestrado em Gestão da Formação e Administração Educacional (Organizações Educativas e Gestão Escolar), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/28961
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Magda Santos.pdf4.5 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

420
checked on Oct 23, 2019

Download(s) 10

1,169
checked on Oct 23, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.