Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/28461
Title: A relação entre o conflito trabalho-família, a qualidade de vida e a qualidade relacional: qual o papel dos rituais familiares?
Authors: Silva, Ana Cláudia dos Reis e 
Orientador: Canavarro, Maria Cristina
Crespo, Carla
Keywords: Conciliação trabalho-família; Família, rituais; Qualidade de vida
Issue Date: 2014
Serial title, monograph or event: A relação entre o conflito trabalho-família, a qualidade de vida e a qualidade relacional: qual o papel dos rituais familiares?
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O conflito trabalho-família, devido às mudanças demográficas dos últimos anos e aos desafios da economia actual, afecta um número cada vez mais significativo de pessoas. A literatura descreve consequências negativas do conflito trabalho-família em resultados de saúde e bem-estar individuais e familiares, sendo que uma das lacunas da investigação até à data é a identificação de factores protectores das referidas consequências. Ao nível do contexto familiar, os rituais familiares têm sido apontados como factores importantes para a adaptação, nomeadamente em situações de stress familiar. Assim, o principal objectivo deste estudo foi examinar as associações entre conflito trabalho-família, significado atribuído aos rituais familiares, qualidade de vida e qualidade relacional; examinouse ainda o papel moderador do significado atribuído aos rituais familiares nas associações entre conflito-trabalho família e outcomes individuais e relacionais. A amostra foi constituída por 255 trabalhadores em situação profissional activa, casados ou em união de facto, dos quais 135 eram mulheres e 120 eram homens. Todos preencheram questionários de auto-resposta que avaliavam o conflito trabalho-família, o significado atribuído aos rituais familiares, a qualidade de vida e a qualidade relacional. O conflito trabalho-família estava negativamente associado ao significado atribuído aos rituais familiares, à qualidade de vida e à qualidade relacional. O significado atribuído aos rituais familiares estava positivamente associado à qualidade de vida e à qualidade relacional. Os participantes com tipo de horário laboral por turnos reportaram maior interferência do trabalho na família devido ao tempo. Adicionalmente, os resultados evidenciaram que um nível mais elevado de significado atribuído aos rituais familiares estava associado a menor impacto do conflito trabalho-família devido ao tempo na qualidade relacional dos homens, mas não das mulheres. As implicações dos resultados deste estudo são discutidas considerando os efeitos promissores dos rituais familiares para a saúde e bem-estar de indivíduos profissionalmente activos que se encontram numa relação de casamento ou de união de facto.
Work-family conflict affects an increasingly large number of persons due to the demographic changes in recent years and to the challenges of the current economy. The literature describes the negative consequences of work-family conflict on family and individual health and well-being outcomes. One of the gaps in research to date is the identification of protective factors of such consequences. In the family context, family rituals have been identified as relevant to adaptation, particularly in situations of family stress. Thus, the main objective of this study was to examine the associations between work-family conflict, family ritual meaning, quality of life and relationship quality; we also examined the moderating role of family ritual meaning in the associations between work-family conflict and individual and relational outcomes. The sample consisted of 255 active workers, 135 women and 120 men who were married or in a cohabiting union. All participants completed self-administered questionnaires assessing work-family conflict, family ritual meaning, quality of life and relationship quality. Work-family conflict was negatively associated with family ritual meaning, quality of life and relationship quality. Family ritual meaning was positively associated with quality of life and relationship quality. Shifts’ workers reported higher interference of work in the family due to time. Additionally, the results showed that a higher level of family ritual meaning was associated with a weaker association between work-family conflict due to time and relationship quality in men, but not women. The implications of this study’s findings are discussed in light of the promising effects of family rituals for the health and well-being of individuals currently employed and in a marriage/coabiting relationship.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (Intervenções Cognitivo-Comportamentais nas Perturbações Psicológicas e da Saúde), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/28461
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE - Ana Cláudia Silva.pdf606.97 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

1,151
checked on Nov 20, 2019

Download(s) 50

289
checked on Nov 20, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.