Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/28404
Title: Estudo comparativo da qualidade de vida e saúde mental de doentes com VIH-SIDA em Angola e Portugal
Authors: Gomes, Domingas de Lurdes Wandy 
Orientador: Pereira, Marco Daniel de Almeida
Crespo, Carla
Keywords: Doente com Sida; Qualidade de vida; Saúde mental
Issue Date: 2014
Serial title, monograph or event: Estudo comparativo da qualidade de vida e saúde mental de doentes com VIH-SIDA em Angola e Portugal
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A infeção por VIH/SIDA é uma doença crónica que interfere com as componentes física, psicológica e social do doente. Neste sentido, é importante que sejam realizados estudos que contribuam de forma significativa para as políticas sociais e de saúde dos países, em benefício da promoção da saúde física e mental destes doentes e famílias em particular, e dos países em geral. A Organização Mundial da Saúde (OMS), reunindo um grupo internacional de especialistas, desenvolveu, numa perspetiva transcultural, um instrumento específico para avaliar a qualidade de vida na infeção por VIH, o WHOQOL-HIV-Bref. O objetivo deste estudo foi comparar a qualidade de vida e saúde mental dos sujeitos com VIH em Angola e Portugal e analisar a associação entre os domínios da qualidade de vida e as dimensões da sintomatologia psicopatológica em doentes dos dois países. A amostra do presente estudo foi composta por um total de 469 doentes infetados por VIH, sendo 200 participantes de Angola e 269 de Portugal. Para avaliação da qualidade de vida utilizou-se o instrumento WHOQOL-HIV-Bref e para avaliação da sintomatologia psicopatológica utilizaram-se o Inventário de Sintomas Psicopatológicos (BSI) e o Inventário de Depressão de Beck (BDI). Em termos gerais os resultados evidenciaram maior qualidade de vida e sintomatologia psicopatológica na amostra portuguesa comparativamente à angolana. Especificamente, a nível dos domínios e facetas verificaram-se resultados estatisticamente significativos em cinco domínios e 17 facetas. A amostra portuguesa apresentou resultados mais elevados em quatro domínios e em 11 facetas específicas. Para a amostra angolana, os resultados foram mais elevados em um domínio (Espiritualidade) e seis facetas específicas. Na amostra de Angola os domínios que mais contribuíram para a qualidade de vida geral dos doentes com VIH foram os domínios Físico, Psicológico e Espiritualidade. Para Portugal os domínios Psicológico, Ambiente e Nível de Independência foram os domínios que mais contribuíram para a qualidade de vida geral. Os resultados mostram igualmente uma associação negativa e estatisticamente significativa entre a sintomatologia psicopatológica e a perceção de qualidade de vida. Os resultados do presente estudo oferecem um importante contributo para a avaliação da qualidade de vida e saúde mental de doentes com infeção por VIH, numa perspetiva transcultural. Os resultados obtidos revelaram as diferenças contextuais relativamente às variáveis socioeconómicas, culturais e políticas dos dois países.
HIV/AIDS infection is a chronic disease that interferes with the physical, psychological and social components of the patient. Accordingly, it is important to conduct studies that contribute significantly to the national social and health policies, in favour of promoting the physical and mental health of these patients and their families, in particular, and of the country in general. The World Health Organization, bringing together an international group of experts, developed, within a cross-cultural perspective, a specific instrument to assess the quality of life in HIV infection, the WHOQOL-HIV-Bref. The aim of this study was to compare the quality of life and mental health of individuals with HIV in Angola and Portugal and to analyze the association between the quality of life domains and the psychopathological symptoms in patients of the two countries. The study sample consisted of a total of 469 HIV-infected patients, 200 participants from Angola and 269 participants from Portugal. Quality of life was assessed with the WHOQOL-HIV-Bref instrument and psychopathological symptoms were assessed with the Brief Symptom Inventory (BSI) and the Beck Depression Inventory (BDI). Overall, results showed higher quality of life and psychopathological symptoms in the Portuguese sample, in comparison to the Angolan sample. Specifically, regarding quality of life domains and facets, statistically significant differences were found in five domains and 17 facets. The Portuguese patients reported higher scores in four domains and 11 specific facets. In the sample from Angola, participants reported higher scores in one domain (Spirituality) and six specific facets. In the sample from Angola, the domains that most contributed to the overall quality of life of HIV-infected patients were the Physical, Psychological and Spirituality domains. With regard to Portugal, Psychological, Environment and Level of Independence domains were those who most contributed to the overall quality of life. The results also showed a negative and statistically significant association between psychopathological symptoms and the perception of quality of life. The results of the current study provide an important contribution to the assessment of quality of life and mental health in patients with HIV infection, in a cross-cultural perspective. The results highlighted the contextual differences in the socio-economic, cultural and political variables existing in the two countries.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica (Sistémica, Saúde e Família), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/28404
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE -Domingas Gomes.pdf282.01 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

202
checked on Nov 13, 2019

Download(s) 50

242
checked on Nov 13, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.