Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/28161
Title: Vegetação e solo: calcários versus filitos
Authors: Covelo, Filipe Manuel Ferreira Rodrigues 
Orientador: Sales, Fátima
Vinha, Manuela da
Keywords: Análise multivariada; Áreas periurbanas; Solos calcários; Solos de filitos; Vegetação mediterrânea
Issue Date: 2014
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Na zona periurbana de Coimbra distinguem-se solos de calcários, margas, calcários margosos e margo-calcários pertencentes à Orla Ocidental das Bacias Mesocenozóicas, e solos de filitos inseridos no setor Coimbra – Espinhal – Alvaiázere da zona da Ossa Morena. Calcários e filitos estão muito próximos e, como tal, supõe-se que o clima e a vegetação circundante não constituam os fatores principais causadores de variação da composição florística nos dois tipos de solo. A zona periurbana de Coimbra constitui, assim, um modelo para o estudo da influência do tipo de solo no coberto vegetal. O objetivo principal desta investigação foi comparar o elenco florístico nestes dois tipos de solo. Foram selecionadas duas áreas em cada tipo de solo de forma a realizar: (1) análises de solo de 12 colheitas: cor, pH, condutividade elétrica, teor de humidade, teor de matéria orgânica, difração de raio X, textura e fluorescência de raio X; e (2) análise da vegetação em 48 quadrados de amostragem: levantamento florístico e abundância do coberto vegetal pela metodologia DAFOR. Os dados foram analisados estatisticamente em Canoco for Windows 4.5. Os solos das áreas de calcários e os solos das áreas de filitos mostraram ter características texturais e físico-químicas distintas. Os solos calcários apresentaram valores de pH, condutividade elétrica e de teor de humidade superiores aos solos de filitos, locais onde se identificou maior presença de matéria orgânica. Os solos calcários apresentaram textura limo-argilo-siltoso e os minerais mais abundantes foram a calcite, e o quartzo. Os solos de filitos apresentaram texturas limosa, limo-arenosa e limo-siltosa e os minerais mais abundantes foram o quartzo e as micas. Nas áreas de solos calcários os óxidos existentes em maior percentagem foram o CaO e o SiO2 e os elementos traço com maior peso foram o Zr e Sr; nos solos de filitos os óxidos com maior percentagem foram SiO2 e o Al2O3 e os elementos traço com maior peso foram o Zr e o V. No total da investigação foram identificadas 288 taxa distribuídas por 61 famílias (com predominância da Fabaceae, Asteraceae e Poaceae), mostrando assim a enorme diversidade da vegetação periurbana da Coimbra. Verifica-se que existe uma distinção clara entre a vegetação das áreas de solos calcários e de solos de filitos e que os fatores ambientais que mais influenciam a ordenação das espécies e dos locais de amostragem são pH, a mineralogia e a influência antropogénica. Espécies como Cistus albidus,Cistus monspeliensis e Bellis perennis predominam nos solos de calcários e Erica arborea, Cistus salviifolius e Glandura protrata subsp. prostrata nos solos de filitos. A partir destes resultados concluiu-se que as diferenças na vegetação se devem sobretudo à mineralogia dos solos, que estabelece características físico-químicas distintas, e à influência da ação antropogénica.
The peri-urban area of Coimbra has two kinds of soil (1) limestone, marl, marly limestone and limy-marl belonging to the West Belt of the Mesocenozoic Basin, and (2) phyllite soils inserted in the Coimbra – Espinhal – Alvaiázere sector of the Ossa Morena zone. These limestones and phyllites are near-by. Therefore, it is assumed that climate and surrounding vegetation do not constitute main factors causing variation in the floristic composition in the two types of soil. Thus, this peri-urban area constitutes a model to study the influence of soil type on plant cover. The main objective of this investigation was to compare the floristic composition in these two soil types. Two areas were selected in each soil type in order to: (1) analyse 12 soil samples: color, pH, electrical conductivity, moisture, organic matter, X-ray diffraction, texture and X-ray fluorescence; and (2) analyse the vegetation in 48 quadrats: floristic composition and abundance using DAFOR methodology. Data were statistically analysed in Canoco for Windows 4.5. The areas of limestone soil and the areas of phyllite soils have distinct texture and distinct physical-chemistry. Limestone soils had pH, electrical conductivity and moisture content higher than the phyllite soils; the latter had higher organic matter. Limestone soils had silt-clay-silty texture and the most abundant minerals were calcite, and quartz. The texture of the phyllite soils was limy, lime-sandy and lime-silty and the most abundant minerals were quartz and mica. In the areas of limestone soils the oxides with higher percentage were CaO and SiO2 and the commoner trace elements were Zr and Sr; in phyllite soils, the oxides with higher percentage were SiO2 and Al2O3 and the commoner trace elements were Zr and V. A total of 288 taxa, in over 61 families (with a predominance of Fabaceae, Asteraceae and Poaceae) were identified, which shows the enormous diversity of the peri-urban vegetation of Coimbra. It was found a clear distinction between the vegetation of the areas of limestone soil and phyllite soil; also, the environmental factors that influence the ordering of species and sampling sites are pH, mineralogy and anthropogenic influence. Species such as Cistus albidus, Cistus monspeliensis and Bellis perennis predominate in soils of limestone; Erica arborea, Cistus salviifolius and Glandura protrata subsp. prostrata prediminate in phyllite soils.It was concluded that the differences in vegetation are mostly due to the mineralogy of the soils, which establishes distinct physicochemical properties, plus the anthropogenic influence.
Description: Dissertação de mestrado em Biodiversidade apresentada ao Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/28161
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 50

341
checked on Jan 21, 2020

Download(s) 50

257
checked on Jan 21, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.