Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/24464
Title: Sisa e IMT - Reflexões em torno do “imposto mais estúpido do mundo”
Authors: Andrade, Fernando Rocha 
Keywords: Sisa; IMT; Tributação do Património
Issue Date: 2006
Publisher: Coimbra Editora
Abstract: A propósito do Decreto-Lei n.º 287/2003, de 12 de Novembro, que extinguiu a Sisa e criou o “Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis” (IMT), analisa-se a opção de política fiscal de tributar o património imobiliário e, sobretudo, a tributação da aquisição feita pelo IMT. Este imposto (tal como a Sisa antes dele) é considerado uma opção legislativa inadequada: afasta-se do princípio da capacidade contributiva; viola o princípio da igualdade na sua vertente de igualdade horizontal; implementa erradamente uma proporcionalidade; é inconveniente para o sujeito passivo e aumenta o endividamento das famílias; e contribui para uma ineficiente utilização dos recursos. Considera-se que, havendo tributação do património imobiliário, a tributação directa (pelo IMI) é a melhor opção.
URI: http://hdl.handle.net/10316/24464
Rights: openAccess
Appears in Collections:FDUC- Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo IMT para Estudo Geral.pdf105.02 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

786
checked on May 14, 2019

Download(s) 10

1,067
checked on May 14, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.