Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15329
Title: Maturação biológica e estado de crescimento em jovens futebolistas - cruzamento de indicadores de maturação sexual, somática e esquelética
Authors: Nunes, Vanessa Alexandrina Prata Domingos 
Orientador: Figueiredo, António José Barata
Silva, Manuel João Coelho e
Keywords: Futebol; Jovens; Maturação
Issue Date: 2005
Abstract: Objectivo: Este estudo pretende determinar a estatura adulta predita com e sem a idade esquelética em jovens jogadores de futebol infantis, e a sua relação com os estádios de maturação sexual (determinados por um perito e pela auto-percepção dos atletas) e o maturity offset (distância ao PVC). Pretende, também, conhecer o nível de significância destes indicadores com variáveis antropométricas e de aptidão desportivo-motora. Metodologia: A amostra é constituída por 87 futebolistas de 11 anos de idade pertencentes ao 1º ano e 2º anos do escalão de Infantis, que disputaram na época 2003/2004 o Campeonato Distrital da categoria. Foram recolhidos dados resultantes da observação de características antropométricas, de testes de desempenho motor e habilidades motoras manipulativas específicas do futebol. Foram determinados os estádios de maturação sexual reais e autopercepcionados, o maturity offset (Mirwald, 2002) e a estatura adulta predita com a idade esquelética (Khamis & Guo, 1993) e sem a idade esquelética (Khamis & Roche, 1994, 1995). Os dados foram tratados pelo programa SPSS 11.5, recorrendo-se à apresentação da estatística descritiva e à associação entre os dados através da correlação produtomomento de Pearson, sendo o nível de significância 0.05. Conclusões: Os métodos não invasivos de determinação da maturação necessitam de estudos longitudinais que determinem a sua acuidade e erro associado. Os dados sugerem que existe concordância entre os estádios de maturação sexual e os indicadores de maturação somática, estatura adulta predita e maturity offset. São necessários mais estudos que provem a relação entre os estádios de maturação e o desempenho desportivo, pois os resultados indicam que os jogadores maturacionalmente atrasados são mais aptos nalgumas provas de agilidade e aptidão anaeróbia, e na maioria das provas motoras manipulativas. Porém, o efeito do estatuto maturacional dado pela pilosidade púbica é significativo para a generalidade das provas de desempenho motor e habilidades manipulativas. O maturity offset, por outro lado, parece ser um indicador maturacional significativo para distinguir jogadores em função do seu tamanho corporal e nível de aptidão desportivo-motora.
Description: Dissertação de licenciatura apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/15329
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat
MATURAÇÃO BIOLÓGICA E ESTADO DE CRESCIMENTO EM JOVENS FUTEBO.pdf724.46 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

549
checked on Dec 11, 2019

Download(s) 5

3,270
checked on Dec 11, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.