Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/14139
Title: Design e síntese de aminoácidos derivados do 3-vinil-1H-indol via hidroformilação catalítica para o desenvolvimento de potenciais adoçantes. Modelação molecular dos ligandos e catalisadores de ródio
Authors: Lourenço, Mirtha Alejandra de Oliveira. 
Orientador: Rosado, Mário Túlio
Pereira, Maria Miguéns
Keywords: Design e síntese de aminoácidos derivados do 3-vinil-1H-indol via hidroformilação catalítica para o desenvolvimento de potenciais adoçantes. Modelação molecular dos ligandos e catalisadores de ródio
Issue Date: Sep-2010
Citation: Lourenço, Mirtha Alejandra de Oliveira - Design e síntese de aminoácidos derivados do 3-vinil-1H-indol via hidroformilação catalítica para o desenvolvimento de potenciais adoçantes. Modelação molecular dos ligandos e catalisadores de ródio. Coimbra, 2010
Abstract: Os aminoácidos sintéticos são uma classe de compostos com múltiplas aplicações, nomeadamente para o desenvolvimento de novos compostos com algum carácter doce. Baseado neste pressuposto, o trabalho desenvolvido e apresentado nesta dissertação tinha como objectivo fulcral promover o design molecular e a síntese de aminoácido(s) derivado(s) do indol. Deste modo, o trabalho orientou-se, em primeiro lugar, na síntese do 3-vinil-1H-indol, que por via da reacção de hidroformilação seguida de reacção de Strecker permitiu sintetizar o ácido 2-amino-3-(1H-indol-3-il)butanóico, 2.10, com bons rendimentos. Sabendo que os ligandos de fósforo desempenham um papel muito importante na actividade e selectividade de reacções de hidroformilação de vinil-aromáticos, neste trabalho recorremos a métodos semi-empíricos PM6, para efectuar o design molecular de duas famílias de ligandos, do tipo bis-fosfinaéter e bis-fosfitoéter. A partir destes estudos obtiveram-se algumas informações estruturais acerca da tendência dos ligandos para formar quelatos ou complexos de ródio monodentados o que permitiu retirar conclusões acerca da selectividade obtida experimentalmente nas reacções de hidroformilação. O trabalho prosseguiu com a síntese dos ligandos 1,3-bis((1R,1'R)-2´-(difenilfosfinil)-1,1'-binaftil-2-iloxi)propano, (R,R)-L1b, 1,4-bis((1R,1'R)-2´-(difenilfosfinil)-1,1'-binaftil-2-iloxi)butano, (R,R)-L1c, (prop-1,3-diil-bis(oxi))-(bis(1R,1'R)-1,1'-binaftil-2-iloxi)-bisbenzo[d][1,3,2]-dioxafosfolo, (R,R)-L2d, e 1R,1''R)-2',2'''-(2,2-dimetilpropano-1,3-diil-bis(oxi))-1,1'-binaftil-2-iloxi)-bisbenzo[d][1,3,2]-diaxafosfolo (R,R)-L2i com rendimentos globais de 33%, 41%, 43% e 15% respectivamente. Os complexos de ródio destes ligandos foram testados em reacções de hidroformilação do 3-vinil-1H-indol, tendo-se observado, em todos os casos uma elevada actividade, mas, tal como previsto nos cálculos computacionais, observou-se um efeito significativo da estrutura do ligando viii na regiosselectividade da reacção para o aldeído ramificado. Todos eles originaram sistemas catalíticos com regiosselectividades para o aldeído ramificado superiores a 99% excepto o ligando (R,R)-L2i, que formou um sistema com apenas 70% de regiosselectividade. Após selecção do ligando que conduziu a melhor actividade e selectividade na reacção de hidroformilação ((R,R)-L1b) efectuou-se a reacção de hidroformilação numa maior escala (400mg de 2.10) que deram origem após isolamento a 82% de 2-(1H-indol-3-il)propanal. Este aldeído foi submetido à reacção de Strecker, obtendo-se o respectivo aminonitrilo com um rendimento de produto isolado de 95%. Este foi submetido à hidrólise e originou o ácido 2-amino-3-(1H-indol-3-il)butanóico com um rendimento de 88%. Quer o aminoácido quer os intermediários foram isolados e caracterizados, mesmo podendo realizar-se as reacções de forma sequencial para obtenção do aminoácido 2.10 sem necessidade de isolamento dos intermediários. Por último, para avaliar a potencial utilização como adoçante do aminoácido sintetizado, efectuaram-se cálculos de modelação molecular semiempíricos dos diastereoisómeros S,R e S,S para determinar a estabilidade conformacional da molécula do ácido 2-amino-3-(1H-indol-3-il)butanóico e obter as distâncias entre os grupos funcionais e diedros dos confórmeros energeticamente mais estáveis. Posteriormente, analisou-se o efeito da presença do grupo nitro na posição 6 dos diastereoisómeros 2´S,3´R e 2´S,3´S do referido aminoácido, recorrendo ao mesmo tipo de cálculos. Estes estudos permitiram concluir que o diastereoisómero S,R do derivado nitrado tem maior probabilidade de ser doce do que o composto 2.10. Desta forma, e para avaliar com maior rigor as distâncias obtidas entre os grupos funcionais mais relevantes para o carácter adoçante, efectuou-se ainda no decorrer deste trabalho, a optimização estrutural do (2´S,3´R)-ácido 2-amino-3-(6-nitro-1H-indol-3-il)butanóico recorrendo a cálculos de DFT
URI: http://hdl.handle.net/10316/14139
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Química - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese-Mirtha Lourenço.pdf3 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

172
checked on Oct 13, 2021

Download(s)

122
checked on Oct 13, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.