Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/13781
Title: Perfil Psicológico de Rendimento, Habilidades Psicológicas e Ansiedade: Ansiedade e Habilidades Psicológicas em Atletas: Relação entre Desportos Individuais e Colectivos
Authors: Andrade, Ana Marisa 
Orientador: Ferreira, José Pedro Leitão
Gaspar, Pedro
Keywords: Ansiedade competitiva; Habilidades psicológicas; Psicologia do desporto
Issue Date: 2005
Abstract: O objectivo deste estudo foi avaliar as habilidades psicológicas e o traço de ansiedade competitiva em atletas de cinco modalidades distintas, individuais (natação) e colectivas (voleibol, andebol, basquetebol e pólo aquático). Procurou-se também analisar a influência das variáveis independentes idade, anos de experiência, número de sessões semanais de treino, tempo de treino, escalão, acompanhamento psicológico, sexo e tipo de modalidade, sobre as diferentes dimensões das habilidades psicológicas e sobre o traço de ansiedade competitiva. A amostra foi constituída por 133 atletas federados, de entre os quais, 53 pertencentes a uma modalidade individual (Natação) e 80 representantes de desportos colectivos (Andebol - 32; Voleibol - 31; Basquetebol - 11; Pólo Aquático - 6). Os atletas de natação competiram no Campeonato Nacional 1ª Divisão Piscina Curta na época de 2004/2005. Os restantes atletas, encontram-se inscritos na 1ª e 2ª Divisões Nacionais, na presente época (2005/2006). Foi ainda efectuada uma distinção entre escalões, uma vez que esta amostra, compreendeu 107 atletas do escalão sénior e 26 do escalão júnior. Todos os atletas foram utilizados na análise de ambos os estudos efectuados (Questionários de Experiências Atléticas e Reacções à Competição), apresentando idades compreendidas entre os 15 e os 35 anos e sendo 82 do sexo feminino e 51 do sexo masculino. Para a análise e tratamento estatístico dos dados, foi utilizado o programa “Statistical Package for Social Sciences” – SPSS para Windows, versão 13.0. Avaliando os resultados obtidos, verifica-se que: treinabilidade, concentração e confiança e motivação para a realização são as habilidades psicológicas com os valores mais elevados. Pelo contrário, os atletas apresentam valores mais baixos no confronto com a adversidade, ausência de preocupações e formulação de objectivos e preparação mental. No que respeita ao traço de ansiedade competitiva, o nível de ansiedade somática apresenta valores mais altos, sendo os mais baixos encontrados na perturbação de concentração. Este estudo permite-nos também observar que existe uma correlação negativa e significativa entre o traço de ansiedade competitiva e a maioria das habilidades psicológicas. Encontram-se, além disso, correlações positivas entre grande parte das habilidades psicológicas e as variáveis idade, anos de experiência, número de treinos semanais e tempo de treino. A diferença entre modalidades individuais e colectivas exerce alguma influência nos atletas. Nas modalidades individuais, são mais elevados os valores relativos a algumas habilidades psicológicas (formulação de objectivos e preparação mental, treinabilidade e ausência de preocupações), enquanto os níveis de rendimento máximo sob pressão e de confronto com a adversidade são maiores nas modalidades colectivas. Em relação ao traço de ansiedade competitiva, os atletas individuais são quem apresenta valores superiores de ansiedade somática, preocupação e perturbação da concentração. Observa-se também que, os atletas masculinos apresentam valores mais elevados em todas as habilidades psicológicas, à excepção da treinabilidade, enquanto as atletas femininas demonstram maiores níveis de ansiedade somática. Também os atletas seniores têm maior nível de concentração, de rendimento máximo sob pressão e de recursos pessoais de confronto, que os juniores. São estes últimos que mostram ter maiores índices de preocupação e perturbação da concentração. Por fim, constatou-se que os atletas que já frequentaram um psicólogo, revelam uma maior capacidade de formulação de objectivos e preparação mental e uma maior confiança e motivação para a realização. São ainda, estes atletas, que apresentam os níveis mais baixos de perturbação da concentração.
Description: Dissertação de licenciatura apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física
URI: http://hdl.handle.net/10316/13781
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Capa.pdf46.29 kBAdobe PDFView/Open
Parte Fundamental.pdf715.57 kBAdobe PDFView/Open
Parte Inicial.pdf159.03 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

332
checked on Oct 19, 2021

Download(s) 5

3,060
checked on Oct 19, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.