Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/13481
Title: A Sé de Coimbra em conflito: 1758-1780 : meios Cónegos e Tercenários em oposição aos Capitulares
Authors: Godinho, Carlos Alberto da Graça 
Orientador: Neto, Margarida Sobral
Fonseca, Fernando Taveira da
Keywords: Sé de Coimbra -- história; Cabido da Sé de Coimbra -- 1758-1780
Issue Date: 2009
Citation: Godinho, Carlos Alberto da Graça - A Sé de Coimbra em conflito: 1758-1780 : Meios Cónegos e Tercenários em oposição aos Capitulares. Coimbra, 2009
Abstract: Com o advento do século XVIII, e particularmente na segunda metade desta centúria1, o Cabido da Sé de Coimbra, como as demais instituições detentoras de poder económico e social, fruto do recrudescimento das lutas anti-senhoriais, viu-se a braços com um conjunto de demandas que perturbaram a paz e a orientação da instituição Capitular. Todavia, nenhum conflito foi tão desestabilizador da vida, da disciplina e da harmonia do Cabido, como aquele que lhe foi movido pelos Meios Cónegos e Tercenários da mesma Sé. Na verdade, tratou-se de um conflito longo, adverso e plangente, que intentou ferir, a partir do interior da própria Catedral e da organização das suas vivências e serviços, o Cabido da Sé de Coimbra. Se os Meios Cónegos e Tercenários, logo após a provisão de Luiz de Mello numa meia Prebenda, em 1758 – que se transformou em cabeça de motim, suscitando velhas demandas – vislumbraram a possibilidade de acederem à instituição Capitular, com os proveitos económicos e sociais que advinham de tal titularidade, objectivo cimeiro destes litígios; a verdade é que actuaram numa conjuntura político-social, cultural e religiosa que lhes foi temporariamente favorável, coincidindo com uma boa parte do governo do Marquês de Pombal. Efectivamente, conjugaram-se factores diversos da política interna e externa, particularmente nas relações com a Santa Sé, acrescidas de novas mentalidades, que beneficiaram a causa destes Beneficiados contra os argumentos aduzidos, no decorrer do conflito, pelo Cabido da Catedral. Certo é que, em período posterior, com o início do reinado de D. Maria I, e com a reposição de uma «velha ordem», assente na disciplina e numa nova relação com as instituições estavelmente organizadas, o desfecho de tal conflito, após intervenção Papal e com o beneplácito da Rainha, favoreceu a causa dos Capitulares, recuperando-se, assim, uma nova estabilidade na Catedral de Coimbra. Contudo, tal só foi possível – depois de esgotadas as justiças – com a extinção dos Meios Cónegos e Tercenários desta Sé e com a criação, em seu lugar, de uma nova classe de Beneficiados; o que veio a acontecer definitivamente em 1780, logo que o Alvará da Rainha mandou executar as Letras Apostólicas do Papa Pio VI. Ora, é toda esta problemática conflitual – no seu desenvolvimento, motivações, agentes e argumentos aduzidos – que constituem o fundamento da análise agora realizada. Mas para que tal fosse perceptível, num enquadramento mais largo da natureza e organização da hierarquia Catedralícia, bem como da conflitualidade latente – e por vezes expressa, em períodos anteriores, que acompanham praticamente toda a Época Moderna – optámos por fazer uma primeira, embora breve, abordagem histórica da instituição Capitular, bem como da erecção dos Meios Canonicatos e Tercenárias, e das primeiras demandas que opuseram estas duas classes da hierarquia da Catedral. Por opção – reconhecendo que os próprios Cónegos e Meios Cónegos nos legaram documentação bastante rica para a compreensão de tais litígios – considerámos ser oportuno expor essencialmente os argumentos aduzidos de parte a parte. Dando «voz», em certo sentido, aos próprios intervenientes nestas demandas, a que juntámos todos os outros que, mais ou menos directamente, estiveram envolvidos no desenrolar e no desfecho de tal conflito. A nossa visão dos factos, e sua interpretação, remeteu-se essencialmente para as conclusões finais, onde procurámos uma abordagem mais alargada do contexto que serve de enquadramento a tal conflito e suas consequências.
Description: Dissertação de mestrado em História Moderna, apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/13481
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de História - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_mestrado_Carlos Godinho.pdf2.23 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

412
checked on Oct 12, 2021

Download(s) 50

455
checked on Oct 12, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.