Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/13206
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFerreira, José Pedro Leitão-
dc.contributor.advisorSenra, Cristina-
dc.contributor.authorMorais, Tânia Filipa Fontes-
dc.date.accessioned2010-05-31T09:14:35Z-
dc.date.available2010-05-31T09:14:35Z-
dc.date.issued2006-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/13206-
dc.descriptionDisponível em suporte de papel na Biblioteca da FCDEF/UCen_US
dc.description.abstractObjectivo do estudo: avaliar a Auto-estima, as Auto-percepções físicas, a Ansiedade físico-social e a Imagem Corporal em Instrutores e Alunos de Fitness do género masculino. Metodologia: O presente estudo baseou-se numa amostra de 252 indivíduos do género masculino (N=252), com idades compreendidas entre os 18 e os 62 anos, sendo a média de idades 29,37  8,08 anos. Destes 252 indivíduos, 165 eram instrutores e 87 eram alunos. Os instrumentos de medida utilizados foram: a Escala da Auto-estima de Rosenberg (1965), o Physical Self-perception Profile (PSPPp) de Fox e Corbin (1990) – versão portuguesa por Fonseca e Fox (2002) e Ferreira e Fox (2002, 2003 e 2004), Escala da Ansiedade Físico-Social: EAFS (Hart, et al (1989) – traduzido e adaptado por Cristina Senra et al, (2006) e o Questionário de Imagem Corporal (Huddy, D (1993) – traduzido e adaptado por Cristina Senra et al, (2006). No que diz respeito ao tratamento estatístico, utilizámos na estatística descritiva a média, o desvio padrão e a distribuição de frequências e na estatística inferencial, recorremos à análise da variância – teste T de Student. Podemos assim concluir que de uma forma geral os alunos, quando comparados com os instrutores, apresentem uma insatisfação corporal mais elevada, na sua maioria motivada pela inconformidade ao modelo socialmente imposto do belo. A insatisfação e a frustração de não atingirem os ideias de beleza leva a que estes indivíduos expressem uma maior pressão e ansiedade social em corresponder aos referidos estereótipos, tudo isto influencia o modo como o sujeito se percepciona e faz com que este adquira baixos níveis de autoestima. torna-se assim um ciclo vicioso onde a insatisfação corporal pressupõe uma baixa autoestima o que em contexto social e de contacto directo com os outros deixa o indivíduo nervoso e ansioso pela avaliação que os outros possam fazer sobre o seu corpo.en_US
dc.language.isoporen_US
dc.rightsopenAccessen_US
dc.subjectPercepção de sien_US
dc.subjectPsicologia do desportoen_US
dc.subjectImagem corporalen_US
dc.subjectAuto-estimaen_US
dc.titleEstudo das Variáveis Psicológicas em Praticantes de Desporto e Actividade Física: Autopercepções, Autoestima, Ansiedade Fisico-Social e Imagem Corporal dos Instrutores Masculinos de Fitness e dos Praticantes Masculinos de Actividade Fisicaen_US
dc.typebachelorThesisen_US
uc.controloAutoridadeSim-
item.languageiso639-1pt-
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
crisitem.advisor.deptFaculty of Sports Sciences and Physical Education-
crisitem.advisor.researchunitCIDAF - Research Unit for Sport and Physical Activity-
crisitem.advisor.orcid0000-0002-4427-3276-
Appears in Collections:FCDEF - Vários
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Monografia de Tânia Filipa Morais.pdf864.64 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s)

332
checked on Nov 23, 2021

Download(s) 50

722
checked on Nov 23, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.