Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/12033
Title: Atitudes dos Alunos sem Deficiência Face à Inclusão nas Aulas de Educação Física: Estudo Exploratório dos Alunos do 3º CEB Face à Inclusão nas Aulas de Educação Física
Authors: Gonçalves, Fabiana Carvalheiro 
Orientador: Ferreira, José Pedro
Campos, Maria João
Keywords: Populações especiais; atitudes dos alunos; Educação física; Inclusão social; Inclusão
Issue Date: 2009
Abstract: O estudo das atitudes dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência nas aulas de Educação Física é uma área de investigação com bastante interesse, no entanto, são inexistentes os estudos realizados em Portugal nesta área. A partir da avaliação de atitudes é possível encontrar os factores que afectam e interferem na formação de atitudes favoráveis e/ou desfavoráveis dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência no ensino regular. As investigações realizadas neste âmbito podem constituir-se como instrumentos relevantes para o desenvolvimento de futuras intervenções, fornecendo informações importantes para o sucesso da inclusão. Permite-nos também conhecer o estado actual das atitudes dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência no nosso país. O objectivo primordial deste trabalho consiste em averiguar as atitudes dos alunos face à inclusão de alunos com deficiência nas aulas de Educação Física, a influência que as variáveis “género”, “presença de familiares, amigos íntimos ou vizinhos com deficiência”, “presença de colegas de turma com deficiência”, “presença de colegas com deficiência nas aulas de Educação Física”, “ano de escolaridade”, “nível de competitividade” e, ainda, a influência que uma intervenção de natureza inclusiva exercem nas atitudes dos alunos (pré-teste e pós-teste) face à inclusão de alunos com deficiência. O presente estudo apresenta um carácter exploratório de natureza descritiva, uma vez que o instrumento de medida utilizado, CAIPE-R – Children’s Attitudes Towards Integrated Physical Education - Revised (Block, 1995), traduzido e adaptado para a população portuguesa por Campos & Ferreira (2008), nunca foi utilizado nesta população. A amostra foi constituída por 174 alunos do Ensino Básico, sendo que, 93 são do género masculino (N=93) e 81 do género feminino (N=81), com idades compreendidas entre os 11 e os 17 anos (M=13,37; DP=1,103). Do presente estudo, podemos retirar como principais conclusões que: a) os alunos do género feminino apresentam atitudes mais favoráveis em relação aos alunos do género masculino; b) as atitudes dos alunos que possuem colegas de turma com deficiência e/ou colegas com deficiência nas aulas de Educação Física apresentam valores médios mais elevados; c) os alunos que frequentam anos de escolaridade inferior apresentam atitudes mais favoráveis. De um modo geral, a análise realizada indica que as atitudes dos alunos após o contacto com indivíduos com deficiência, tendem a ser consideravelmente mais favoráveis no que respeita a questões específicas da E.F, no entanto, relativamente à alteração de regras nos desportos, verifica-se um declínio das atitudes. A implementação de programas educacionais, como o Paralympic School Day (PSD), pode contribuir para o desenvolvimento das atitudes favoráveis dos alunos face à inclusão de crianças com deficiência nas aulas de Educação Física. Contudo, o presente estudo pressupõe a necessidade de uma maior investigação neste domínio, de modo a expandir e generalizar estes resultados.
Description: Disponível em suporte de papel na Biblioteca da FCDEF-UC
URI: http://hdl.handle.net/10316/12033
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ficheiro temporário.pdf33.58 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

174
checked on Oct 18, 2021

Download(s)

61
checked on Oct 18, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.